Flash mob em homenagem às mulheres negras

Um grupo de nossos educandos e educandas promoveu, em 24/7, um flash mob em homenagem às mulheres negras, no Shopping Grande Rio. A performance ocorreu na véspera do Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e do Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra.

O dia 25 de julho visibiliza a luta para superar a opressão histórica sobre as mulheres negras. No Brasil, a data comemorativa foi criada pela Lei nº 12.987/2014. Essa lei foi inspirada no Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1992, após a realização do 1º Encontro de Mulheres Negras Latinas e Caribenhas, em Santo Domingo, capital da República Dominicana. O evento promoveu uma discussão sobre machismo, racismo e formas de combatê-los.

Tereza de Benguela viveu no século XVIII e tornou-se a rainha do Quilombo Quariterê, depois da morte do marido, José Piolho. Sob sua liderança, a comunidade se desenvolveu e resistiu à escravidão durante duas décadas. O quilombo, que ficava em terras hoje pertencentes ao Estado do Mato Grosso, foi destruído em 1770.

O flash mob ocorreu a convite da Superintendência da Mulher e da Secretaria de Cultura, Direitos Humanos e Igualdade Racial do município de São João de Meriti.