Projetos

CIRCO ESCOLA

Circo Escola Benjamim de Oliveira

Por meio da metodologia Circo Social, o projeto oferece aulas de técnicas circenses (malabares, equilibrismo, palhaçaria, acrobacias aéreas e de solo) a crianças, jovens e adolescentes em situação de vulnerabilidade. Mas o Circo Escola visa bem mais do que desenvolver as habilidades corporais e criativas de nossos educandos e educandas. Ao privilegiar o diálogo entre a produção pedagógica e artística, abre seu picadeiro como um espaço para debate e ações de convivência e integração social; exercício da cidadania; conscientização e defesa de direitos; multiplicação de saberes; valorização do protagonismo juvenil.

Atualmente, a Se Essa Rua dispõe de uma lona na comunidade Venda Velha, em São João de Meriti. Batizado em homenagem ao primeiro palhaço negro do Brasil, o Circo Escola Benjamim de Oliveira também promove atividades como oficinas, palestras, espetáculos, escolinha de futebol, percussão, rodas de conversa e mediação de leitura abertas à participação de moradores do bairro e adjacências.

SALTO VITAL

Desenvolvido junto com a rede pública de Educação, o projeto incentiva a inclusão da arte circense ao currículo formal de escolas parceiras, com o objetivo de contribuir para a renovação de conteúdos e práticas pedagógicas. O Salto Vital realiza apresentações e oficinas de técnicas circenses nessas escolas.

TRUPE MALUNGOS

Criada em 2015, a Trupe Malungos é formada por educandos e educandas que alcançaram um nível avançado de aprendizado da arte circense. Os artistas da companhia são aprovados após um processo de seleção e recebem uma bolsa mensal para se dedicarem ao estudo aprofundado das técnicas circenses, além de outras linguagens artísticas, como teatro, dança e percussão, história do circo no Brasil e no mundo, história da cultura afro-brasileira.

Um dos objetivos do projeto é capacitar adolescentes e jovens talentos para atuar no universo do circo profissional, reforçando os conteúdos desenvolvidos e apreendidos durante a sua formação. A concepção, produção e montagem de seus espetáculos são fruto de um trabalho de criação coletiva, envolvendo a equipe do Circo Escola e a própria trupe, num processo que incentiva a criatividade, protagonismo e empoderamento desses artistas.

A Malungos se apresenta em lonas e teatros, praças e ruas, escolas e outros espaços públicos e privados.